Reflexões sobre os 20 anos do euro. [Artigo Jornal Público 31 de dezembro de 2021]

[Recurso eletrónico] "O presente artigo foi coassinado por Magnus Brunner, ministro das Finanças da Áustria, Nadia Calviño, primeira vice-presidente do Governo e ministra da Economia e da Transformação Digital de Espanha, Clyde Caruana, ministro das Finanças e do Emprego de Malta, Valdis Dombrovskis, vice-presidente executivo da Comissão Europeia, responsável por Uma Economia ao serviço das Pessoas, Paschal Donohoe, presidente do Eurogrupo e ministro das Finanças da Irlanda, Daniele Franco, ministro da Economia e das Finanças de Itália, Paolo Gentiloni, comissário europeu responsável pela Economia, Pierre Gramegna, ministro das Finanças do Luxemburgo, Wopke Hoekstra, ministro das Finanças dos Países Baixos, João Leão, ministro de Estado e das Finanças de Portugal, Bruno Le Maire, ministro da Economia, das Finanças e da Recuperação de França, Christian Lindner, ministro das Finanças da Alemanha, Mairead McGuinness, comissária europeia responsável pelos Serviços Financeiros, pela Estabilidade Financeira e pela União dos Mercados de Capitais, Igor Matovič, ministro das Finanças e vice-primeiro-ministro da Eslováquia, Keit Pentus-Rosimannus, ministra das Finanças da Estónia, Constantinos Petrides, ministro das Finanças de Chipre, Jānis Reirs, ministro das Finanças da Letónia, Annika Saarikko, ministra das Finanças da Finlândia, Andrej Šircelj, ministro das Finanças da Eslovénia, Gintarė Skaistė, ministra das Finanças da Lituânia, Christos Staikouras, ministro das Finanças da Grécia, Vincent Van Peteghem, ministro das Finanças da Bélgica." [Retirado do texto do artigo.]

O seguinte documento insere-se no grupo F dedicado ao tema da Europa, na estrutura de organização dada pelo doador (Miguel Cadilhe).

Tipo de ficheiro: www
Categorias: Espólio Dr. Miguel Cadilhe
Etiquetas: 4.9 Planeamento para o desenvolvimento económico
Autor: Andrej Šircelj, Annika Saarikko, Bruno Le Maire, Christian Lindner, Christos Staikouras, Clyde Caruana, Constantinos Petrides, Daniele Franco, Gintarė Skaistė, Igor Matovič, Jānis Reirs, João Leão, Keit Pentus-Rosimannus, Magnus Brunner, Mairead McGuinness, Nadia Calviño, Paolo Gentiloni, Paschal Donohoe, Pierre Gramegna, Valdis Dombrovskis, Vincent Van Peteghem, Wopke Hoekstra
Scroll to Top

Concatedral de Miranda do Douro

A Catedral de Miranda do Douro surge no decurso da criação da Diocese em Miranda do Douro e respetiva elevação da vila a cidade no ano de 1545. O projeto insere-se na tipologia de Sés mandadas construir por D. João III, cujo investimento se reflete na escala da edificação, que se destaca entre a restante malha urbana. Com traça de Gonçalo de Torralva e Miguel de Arruda, as obras tiveram início em 1552. Deste período chegou ao presente o corpo da igreja, pelo que a fachada que hoje observamos resulta de uma campanha construtiva posterior. Classificada como Monumento Nacional desde 1910, é o símbolo maior de Miranda do Douro.